The Farm News Edição 027

Os cinco fatos do agro para acompanhar em outubro!
WhatsApp

Existem três certezas na vida. A primeira é que você vai morrer. A segunda é que você vai pagar impostos e a terceira é que tudo muda.

 


 

Os cinco fatos do agro para acompanhar em outubro:

1. A fase inicial de plantio da safra verão de grãos 2023/24 no Brasil. Algumas áreas já iniciaram as operações, mas outubro é marcado por ser o mês em que acontece o maior avanço da semeadura. Importante olhar para o clima e os efeitos do El Niño neste momento, o qual pode interferir tanto no avanço das operações, como no desenvolvimento inicial das culturas. É grande a preocupação com a logística de fertilizantes.

 

2. Evolução da colheita de grãos 2023/24 nos Estados Unidos. O país norte-americano iniciou as atividades e em ritmo superior ao das últimas cinco safras. Vale acompanhar diariamente este progresso, lembrando que o clima pode ser decisivo neste final de ciclo (possibilidade de geadas e chegada da neve).

 

3. As discussões do Marco Temporal que, caso seja derrubado, poderia ampliar a participação das terras indígenas no Brasil de 14% para 30%, um absurdo impactando de forma direta a produção agrícola nacional. O projeto que institui a demarcação já foi aprovado na Câmara e agora avança no Senado, enquanto o Supremo Tribunal Federal discute sobre a pauta. Vamos torcer para que o congresso avance nesse assunto e coloque uma pá de cal neste risco institucional.

 

4. As novas tentativas da Ucrânia de escoar a sua produção de grãos por corredores alternativos no Mar Negro após o término do acordo com a Rússia. Alguns testes foram bem-sucedidos e outros navios começam a chegar a portos ucranianos. Vamos acompanhar os desdobramentos e se haverá alguma reação russa.

 

5. Olhar para o comportamento do câmbio, interferindo nas suas vendas antecipadas da próxima safra, e na compra de insumos que aliás já deveriam ter sido realizadas pelo produtor mais precavido.

 

Confira o relatório completo no Boletim Agro 30 – Resumo de Setembro e os 5 Pontos para Outubro...


 

Prestigiada Revista Britânica – The Economist compararegião Centro-Oeste do Brasil ao Texas

A prestigiada revista britânica The Economist dedicou recentemente um artigo ao notável crescimento do agronegócio na região Centro-Oeste do Brasil. Segundo o relatório, sete dos dez municípios que mais cresceram no país, conforme indicado pelo último censo, estão situados nessa próspera região agrícola. Esse fenômeno é comparado ao desenvolvimento do estado do Texas. Nos Estados Unidos, que experimentou um boom econômico impulsionado pela exploração de petróleo e subsequentemente diversificou-se com indústrias de tecnologia pecuária em larga escala e na produção de algodão.


No caso do Centro-Oeste brasileiro, o crescimento teve início com a expansão da agropecuária na década de 70. Hoje, os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal produzem conjuntamente mais de 162 milhões de toneladas de grãos, o que corresponde a mais da metade da produção nacional estimada. A The Economist enfatizou que a agropecuária desempenha um papel fundamental na economia brasileira e na sua identidade cultural.


Além disso, ressaltou que o Brasil está em constante transformação, com o agronegócio desempenhando um papel crucial no crescimento do país, no IDH, PIB e segurança alimentar. Esse reconhecimento internacional reforça a importância do agro brasileiro não apenas para o nosso país, mas para a economia global. 
Confira a matéria original no Site The Economist –  Clicando aqui!


fonte/credito texto: 
https://www.instagram.com/rafadebiasi

 


 

A Comissão de Meio Ambiente do Senado aprovou o projeto de lei que regulamenta o mercado de carbono no Brasil. Parlamentares do agro realizaram uma série de negociações com a relatora do projeto, a senadora Leila Barros, e conseguiram que alguns pontos no texto fossem ajustados.


Vale lembrar que esse projeto de lei tramitou em caráter terminativo, ou seja, com a aprovação na Comissão de Meio Ambiente no Senado. A medida seguirá agora para análise da Câmara dos Deputados. O projeto de lei do Mercado de Carbono estabelece que empresas que emitirem mais de 10.000 toneladas de CO2 por ano terão que, anualmente, apresentar a um órgão gestor um plano de monitoramento e relato de emissões e remoções desses gases.


Já as empresas que emitirem mais de 25.000 toneladas de CO2 por ano terão regras mais rígidas em relação às emissões
. Se ao final do período a empresa emitir mais do que o estipulado, ela terá que comprar o crédito de carbono de outra empresa. O projeto também estabelece a possibilidade de receita a partir da venda de créditos de carbono, assim como penalidades para quem não seguir as regras.


Entre as penalidades estão a advertência, a multa, embargo, a suspensão parcial ou total de atividade, perda ou suspensão em participação de linhas de financiamento entre outros.


Destacam-se entre os  pontos importantes nesse projeto de lei

1 – A produção primária agropecuária foi retirada das obrigações, assim como as emissões de gases geradas por bens, benfeitorias e infraestrutura no interior dos imóveis rurais.

2 – As emissões indiretas geradas na produção de insumos ou de matérias primas agropecuárias também não entraram na regra.

3 – O projeto de lei também prevê a recomposição de áreas de preservação permanente, de reserva legal ou de uso restrito. Elas vão poder gerar créditos de carbono, de acordo com este texto. Aprovado no Senado.


Se aprofunde mais sobre o Assunto!!!

Confira o pronunciamento da Senadora Tereza Cristina sobre o PL do Mercado de Carbono!

Entenda como vai funcionar o Mercado de Carbono no Brasil com a Análise de Daniel Vargas / Coordenador Lab Bioeconomia FGV


Eleições na Argentina e Impactos para o Agro Brasileiro…


No próximo dia 22 de outubro vai acontecer o primeiro turno das eleições na Argentina. A economia foi um dos principais temas do debate presidencial.


Nesta semana, o jornal argentino ClarÌn revelou que Javier Miley, candidato que representa a direita, está à frente dos demais nas pesquisas. A consultoria CB mostrou na quarta-feira, Miley em primeiro lugar,  com 32,2% das intenções de voto. Na sequência, aparece o atual ministro da Economia, Sérgio Massa, e Patricia Bullrich em  terceiro lugar. Já a pesquisa da consultoria Circuitos mostrou Miley com 34,6% das intenções de voto, Sérgio Massa, com 31,2%, e  Patricia Bullrich com 24,8%.


Para o agro brasileiro esse tema importa, já que a Argentina é um grande e importante player no mercado agrícola internacional. O país está entre os principais exportadores de farelo e óleo de soja, milho e carne bovina, por exemplo. Uma mudança na presidÊncia do paÌs poderia indicar também uma mudança nas polÌticas do agro de lá, o que tem potencial de impactar o agro daqui.


Quer se aprofundar sobre o assunto!

Confira a Análise de Eduardo Segré – Comentarista Jovem Pan e também a  Análise de Matheus Pereira / Diretor Pátria Agronegócios sobre o tema!!!


  • Ibovespa | 114.169,63 pontos (↑0,78%)
  • Dólar Comercial | R$ 5,162 (↓0,13%)
  • Euro | R$ 5,466 (↑0,24%)
  • Selic Outubro  2023: 0,23662%
  • IPCA Acumulado 2023: 3,23%

  • Açúcar 09/10/23 – R$ 156,92 | sc (↑0,76%)

  • Algodão 09/10/23 – R$ 408,86 | lp (↑0,36%)

  • Arroz 09/10/23 – R$ 103,77 | sc (↑1,31%

  • Bezerro  09/10/23 – R$ 2.071,48 | cab (↑3,22%)

  • Boi Gordo  09/10/23 – R$ 238,00 | @ (↑0,78%)

  • Café Arábica 09/10/23 – R$ 804,84 | sc (↑3,20%)

  • Frango Cong 09/10/23 – R$ R$ 7,21 (↑4,34%)

  • Leite/Brasil 08/23 R$ 2,2500 | litro

  • Milho 09/10/23 – R$ 59,96 | sc. (↑4,33%)

  • Ovos/Branco  09/10/23 MG – R$ 156,51 (↓0,28%)

  • Ovos/Vermelho 09/10/23 MG – R$ 171,65 (↑0,36%)

  • Ovos – Regiões

  • Soja 

    • 09/10/23 – Paranaguá R$ 144,52 | sc  (↑0,40%)

    • 09/10/23 – Paraná R$ 136,52 | sc (↓0,81%)

  • Suíno/Kg 

    • 09/10/23 – MG (Posto) – R$ 6,64 Kg (↑2,63%)

    • 09/10/23 – SP (Posto)- R$ 6,55 Kg (↓1,65%)

  • Trigo  09/10/23 – PR – R$ 1.007,25 T (↓1,84%)


Fonte: Cepea/Esalq

Análise Semanal Mercado Agro!!!

O trigo que semana passada tocou a mínima dos últimos três anos, se recuperou um pouco essa semana, subiu em torno de 5% lá em Chicago, por três razões. Um, demanda mais forte nesses níveis de preço (Está muito barato!). Dois, o Reino Unido retirou os navios que faziam exportações dos grãos da Ucrânia pelo Mar Negro. E três, esvaziaram as esperanças de que o acordo de escoamento de grãos por lá seja retomado.


O milho pegou carona na alta do trigo e subiu 3% essa semana lá na CME. Com as exportações mais fortes dos Estados Unidos e a seca na Argentina, que também está atrasando o plantio por lá. Isso sustentou a alta do preço do milho.


A soja teve uma semana tranquila na CME, foi indo e terminou praticamente no 0 a 0, em leve queda.


O café engatou a terceira semana de queda em Nova York, com previsão de chuvas nas áreas produtoras de café aqui no Brasil, o maior exportador do mundo.


O açúcar, a mesma coisa. O Brasil é o maior produtor e o maior exportador do planeta, e o clima bom para o plantio por aqui derrubou um pouquinho os preços essa semana em Nova York, mas vale lembrar que o açúcar disparou 10% em setembro. E o preço está nas máximas dos últimos 13 anos devido ao fenômeno climático El Nino, que castigou a produção na Índia e na Tailândia.


Notícias


O Brasil conquistou 51 novos mercados para os produtos agropecuários até setembro deste ano.


A safra de algodão brasileira deve encerrar o ciclo 22/23, com uma produção de 3,2 milhões de toneladas, 26% maior do que a safra passada.


Três representantes do Brasil e da Indonésia se reúnem no começo da semana em Jacarta, capital da Indonésia, para discutir oportunidades para o etanol.


A Esalq divulgou que os preços do suíno subiram quase 5% no Brasil em setembro.


O Brasil se tornou o sexto maior exportador de amendoim do mundo. As exportações dispararam 40% em três anos


 

O mais novo podcast da De Heus, o PodiPorco, já está no ar!

Trazendo as principais notícias, tendências, histórias e cases de sucesso do setor da suinocultura, com a participação de parceiros da De Heus e especialistas renomados da área, o PodiPorco está disponível no SpotifyInstagram e YouTube para que você não perca nenhum conteúdo!


Em cada episódio, Marcino Pereira, Gerente de Serviços Técnicos  – Suínos da De Heus e idealizador do projeto, conduz um bate-papo descontraído com profissionais da área para discutir temas relevantes da suinocultura moderna.


Inscreva-se Agora!


AGENDA DE EVENTOS

As feiras e eventos do Agro não param e estão cada vez melhores, fique por dentro do que está acontecendo, com os destaques do The Farm News, e agregue conhecimento, networking e tecnologia a sua produção. Bons Negócios!!!

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DESTA SEMANA


CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA NO AGROAGENDA


📬 Onde mais você encontra o The Farm News?

Direto na caixa de entrada do seu e-mail favorito.

É gratuito, mas vai transformar o seu dia.

Produtores Rurais, Consultores, Técnicos, Empresários e Entusiastas do Agro, mais inteligentes em 7 minutos. Somos um newsletter gratuito, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado. Notícias Relevantes para o Segmento Agro além de atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia, mercado financeiro e de Produtos Agropecuários.

E não para por ai…. Dicas, Resumos, Análises, Listas, infográficos, insights, benefícios e Indicações que vão turbinar seu negócio agro.